Passeio: Ron Mueck e o centro do Rio

centroron4

 

Estivemos na exposição do Ron Mueck no MAM  que está no Rio até dia 01 de Junho. E recebemos um carinhoso convite para contar sobre esta visita no blog Viajar é tudo de Bom da Nossa amiga Flávia Peixoto!

Não deixe de ir lá no blog dar uma conferida neste delicioso passeio!

http://www.viajaretudodebom.com.br/2014/05/28/exposicao-do-ron-mueck-no-mam-rio-de-janeiro/

______________________________________________________________________

publicidaderp_3euqueropaz-642x1024.jpg

Passeando: Museu Nacional de Belas Artes

museubelasartes

.

Um dia, estávamos saindo de um churrasco na casa de amigos no Rio e ainda cheios de disposição, ao passar pelo centro, resolvemos visitar o Museu Nacional de Belas Artes. Nós nunca tínhamos ido lá. E isso é, infelizmente, muito comum: a gente viaja e visita outras cidades e a nossa mesmo, a gente nunca visita. E se tratando de Rio de Janeiro, isso é até pecado! rs

O Rio de Janeiro é tão rico em passeios e coisas para fazer que eu posso dizer com absoluta certeza que a gente nunca fica sem opção de coisas para fazer. E olha, essa visita ao Museu rendeu apenas UMA ala do Museu. Pelo que consta no site da entidade, tem sempre muita coisa para ver. Nossa visita aconteceu um pouco mais de 1 hora antes da hora do fechamento do Museu, mas valeu o passeio!

Visitamos a Galeria de Arte Brasileira do Século XIX -  o acervo dessa esposição permanente possui 220 dos mais significativos autores e obras produzidas no século XIX no Brasil como “A primeira Missa no Brasil”, “Batalha do Avaí” e “Batalha dos Guararapes”.

São obras lindíssimas e que nos renderem uma boa visita que. embora curta, foi suficiente para duas crianças de menos de 10 anos. Mais do que isso, eles já começam a reclamar. :)

Mas é incrível inserir neles este interesse pela arte, pela história do nosso país, pelo nossos Museus. A arquitetura do prédio é algo à parte! Só esta ala tinha 2 mil metros quadrados de área e 8,5 metros de altura! O Museu em sí já faz parte da história, visto que foi criado por Dom João VI a partir de obras que ele trouxe de Portugal. E Dom João VI realmente foi uma figura muito importante da nossa história pois trouxe muitas mudanças que fizeram o Brasil evoluir como nos conta o vídeo abaixo, do escritor e historiador, Laurentino Gomes.  Nós, com certeza, voltaremos mais vezes ao Museu Nacional de Belas Artes para conhecer outras alas. É um passeio lindo, rico de cultura e barato pro bolso, muito acessível. Vale a pena! E domingo é de graça!

Museu Nacional de Belas Artes (MNBA)
Avenida Rio Branco, 199 – Centro (Cinelândia) – Rio de Janeiro -RJ
Tel: (21) 2219-8474

Horário de Visitação:

Terça a sexta-feira das 10 às 18hs;
Sábados, domingos e feriados das 12 às 17 horas.

Ingressos: R$ 8,00 e meia: R$ 4,00. Grátis aos domingos. Venda de ingressos e entrada de visitantes até 30 min antes do fechamento do Museu.

Jardim Botânico do Rio em partes – Cactário

jbotcactus

.

Carioca que se preza, foi uma vez na vida ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

É um passeio delicioso num local totalmente preservado e cujo acervo natural é riquíssimo. fora o encantamento que é saber que este parque foi fundado por D. João VI há mais de 200 anos!

Além disso, é barato: 6 reais por pessoa e crianças menores de 7 anos, não pagam. \o/

Contudo, o Jardim Botânico é enorme e dificilmente a gente consegue visitar todo o parque de uma só vez.

Sendo assim, caso tenha uma tarde livre e queira conhecer apenas uma parte do Jardim Botânico do Rio, sem pressa, vá até lá e conheça o Cactário.

É umas das maiores coleções de espécies do Brasil e conta com espécies de vários locais do mundo, incluindo espécies exóticas.  É lindo de ver! Tem cactus enormes e diferentes. Dá vontade de trazer todos para casa, dá vontade ter um jardim de cactus! Eu mesma nunca imaginei que poderia fazer um vaso só com espécies diferentes de cactus! E lá tem vasos lindos! Pena que não vendem, é apenas para apreciar!

Outra coisa boa é que o espaço, que é bem grande, permite que a gente caminhe e passeie entre as espécies, vendo-as de perto.

O cactário é um grande jardim, dentro do Jardim Botânico. E eu que visitei várias vezes, não tinha ideia da existência daquele espaço.  Este passeio que fotografamos tem uns 2 anos ( Absurdo, eu sei… mas acreditem, falta tempo para postar todos os nossos passeios! ) mas acredito que hoje o Cactário deve estar mais encantador ainda.

Recomendamos muito.

 

http://www.jbrj.gov.br/arboreto/estufas/cactus.htm

Jardim Botânico – Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico, Rio de Janeiro

O horário normal de visitação é das 8h às 17h, com prorrogação de uma hora para o fechamento das bilheterias no período de horário de verão. Para mais informações, ligue para o Centro de Visitantes – Telefone: +55 (21) 3874-1808 / 3874-1214

 

Santa Teresa é uma delícia!

Fomos passar um domingo e Santa Teresa e adoramos! Deixamos o carro parado perto do Largo dos Guimarães de onde saímos de bonde, percorrendo 3 trajetos (subindo do largo em diante – depois descendo pelos arcos da Lapa até o centro e subindo de volta até o largo). Tem outro trajeto que disseram não ser tão bom quanto o que fizemos. Cada trajeto custa R$0,60/pessoa.
Almoçamos lá e as opções são variadas. Tem vários museus mas escolhemos o Museu do Bonde que infelizmente estava fechado para dedetização. Depois fomos ao Parque das Ruínas que é um belíssimo mirante e a casa chama atenção também por sua arquitetura e estilo – tijolos aparentes combinados harmoniosamente com estruturas metálicas e de vidro.
O passeio de bonde é o melhor – mas prepare-se porque é bem simples, nada de conforto. Uma volta ao Rio antigo com casas lindas, ladeiras de pedra, muitas lojas de arte e artesanato.
O Condutor do bonde é uma figura, e ajudou em tudo com as crianças. O meu pequenininho de 1 ano é que não curtiu. Muito barulho e balanço pra ele. O de 2anos e meio adorou e os de 5a de duas amigas, AMARAM! Até ajudaram a conduzir o bonde!
Paisagens incríveis

Não posso deixar de contar sobre as paisagens incríveis das famosas curvas no trajeto do bondinho! Dá para se ver grande parte do Rio, Baía da Guanabara (tão poluída, tadinha…), Ponte Rio-Niterói, até o Dedo de Deus em Teresópolis! Um espetáculo!

Eu diria que é passeio para fazer umas três vezes e sempre terá coisa diferente para ver. Vamos voltar, inclusive para fazer o outro trajeto do bonde…risos

Vá de tênis, nada de salto nas ladeiras de pedra…(eu cometi esta insanidade…rs) E dinheiro no bolso trocadinho para pagar os trajetos do bonde. Além disso, tudo é caro, preço pra turista MESMO. Dos restaurantes até as lembranças de artesanato.

Para quem quer subir de bonde no Centro a estação fica localizada na Rua Lélio Gama ao lado do Aqueduto da Carioca ou atrás da Catedral e do prédio da Petrobrás. Seg a Dom de 6 às 23h – saídas a cada meia-hora.

Aliás, o ideal é deixar seu carro no centro e subir de bonde porque vagas em Santa Teresa são escassas. Nós demos sorte de achar uma, numa pequena praça mas, com certeza, esse volume de carros de turistas, levando em consideração que muitos moradores não têm garagem e têm que deixar seus carros na rua, só tumultua o bairro e parar carro em cima da calçada, NUNCA. Por favor, vamos respeitar SEMPRE o direito (e necessidade) do pedestre de uso a calçada. A dica de nossa amiga Suzana nos comentários é fundamental: vá de bonde!

Dica: procure e imprima um mapa na internet pois Santa Teresa tem tantas ruas que ficará mais fácil se localizar, escolher para onde ir, planejar o passeio e até mudar de direção…rs…

Mais informações:
http://www.rio.rj.gov.br/riotur/pt/atracao/?CodAtr=1410
http://www.santateresa.tur.br/

post originalmente publicado em 12/09/2007

__________________________________________________________________________________
Texto de Ana Cláudia Bessa

RIO ZÔO

Hoje recebi a notícia de que o zoológico do Rio está fechado por conta de tiroteios na região. Isso , infelizmente é frenquente como vimos no comentário uma notícia em 2007 no post de 10/06/07 que republico abaixo : (22/06) “Crianças de escolas passam momentos de terror no zoo do Rio. Tiroteio na favela vizinha. Balas chegam até o zoo!”.

Sempre me lembro disso quando falamos em zoológico. Deixei as crianças irem a um passeio com a escola, mas Deus sabe como fiquei com o coração na mão. Infelizmente, tem momentos que simplesmente a gente não pode impedir que os filhos vivam suas vidas.

Mas fica o alerta!

——————————————————————–

Hoje, vamos falar de um passeio infantil clássico!

Quem não lembra de ter ido ao zoológico e adorado? E a famosa entrada gratuita para crianças até 1 metro? Alguém duvida que eu passava? risos

Nós fomos ao Rio Zoo mas eu fiquei triste porque achei o zoológico meio abandonado. Têm áreas que estão tão sujas de cocô de pássaro que dá nojo pisar. Os bichos velhinhos, tristes, quietos…
Na maioria dos casos, um animal apenas de cada espécie. 1 girafa, 1 camelo, 1 zebra…o elefante dá pena de tão velhinho.
Uma solidão que dá dó!
Há uns 10 anos atrás, as jaulas e praças estavam sendo adotadas por empresas privadas e o zôo ganhou uma bela repaginada.
No entanto, hoje, as empresas mantém a placa com seus logotipos que no passado as “adotaram” e agora, deixam em estado de abandono. As placas enferrujaram, as grades, idem, as paredes estão cheias de lôdo verde,
Para mim, um marketing negativíssimo.

E nenhum funcionário fazendo ronda caso alguém precisasse de alguma coisa.
Inclusive teve uma mãe desesperada porque se perdeu de seu filho e ninguém do parque apareceu para ajudar.

Faltam também opções para lanches dentro do parque. Mas tem um restaurante que dizem ser muito bom na entrada do Zoo, inclusive sediado numa belíssima construção histórica, como é o caso de muitos lugares em São Cristóvão.
Mas ainda assim, as crianças adoram porque o olhar crítico é dos adultos. E aprender vivenciando, vendo os animais é a melhor coisa que tem. Apesar de tudo, eu ainda recomendo e acho que vale vários passeios porque tem muita coisa para as crianças verem e aprenderem. Mas penso que devemos de alguma forma, reclamar do descaso com que o parque aparenta estar sendo tratado.

Por isso , mandarei mensagem para o Ancelmo Góis do jornal O Globo que sempre posta situações deste tipo (fotos curiosas ou imagens tristes da cidade, num espaço chamado EU, Repórter) em sua coluna.
Vou registrar também uma reclamação na Ouvidoria da Prefeitura do Rio.

Imagine que os bichos já estão presos, sozinhos, fora do seu habitat natural e impedidos do direito universal à liberdade somente para nos entreter e ensinar(e isso é algo que não me agrada em jardins zoológicos…), o mínimo que merecem é ter condições dignas de viver.
E nossas crianças, um lugar bacana para visitar!

Leia este post também sobre o RioZoo: http://memoriasfracas.com/estado-critico-riozoo/

_____________________________________________________

Texto de Ana Claudia Bessa

Teatro:A Princesa e o Sapo

Recebemos um convite irrecusável: assistir a peça “A Princesa e o Sapo” .

A história é a que todo mundo conhece: O rei e a rainha tiveram um bebê que foi enfeitiçado por uma bruxa,  transformado em sapo e esse feitiço somente será desfeito por um beijo do verdadeiro amor.

Até aí nenhuma surpresa até que a peça começa e vemos todos os personagens envoltos numa atmosfera completamente brasileira desde os lindos e coloridos figurinos ao sotaque tipicamente regional.Além disso, temos uma princesa totalmente fora da convencional princesa que esperamos encontrar: boazinha, sofredora… ao contrário: voluntariosa e cheia de atitude.

O texto da peça é muito dinâmico e rápido e talvez a velocidade possa ser difícil de acompanhar para as crianças  menores. Também senti que ficou um pouco confuso pelo fato dos mesmos atores que fazem o rei e a rainha no início da história são os mesmos que fazem um casal que aparece muito no decorrer da peça. Mas nada que comprometa a diversão.

Além disso toda a peça é regada da melhor música brasileira de  compositores nordestinos que garantem animação constante. Sem falar que os atores cantam muito bem.

Ao final, os atores se juntam aos espectadores cantando e dançando, acompanhando nossa saída. Foi tudo muito gostoso!

________

O espetáculo infantil ‘A Princesa e o Sapo’, teve sua REESTREIA dia 04 de Setembro, no Centro Cultural Anglo Americano, na Barra da Tijuca, aos sábados e domigos, às 17h30. A temporada vai até o dia 26 de setembro.

____

E temos uma PROMOÇÃO: Sortearemos uma entrada de adulto e uma infantil a todos os clientes cadastrados Futuro do Presente do Rio de Janeiro. Os clientes do Rio que comprarem até o dia 17 de setembro concorrerão com chances  em dobro e multiplicadas. Partipe!!!!

Sorteio dia 17 de setembro às 15 horas.

Nosso sorteio foi realizado (cada compra realizada correspondeu a uma chance a mais de ganhar) e a contemplada foi:

Fernanda Baião – Niterói – RJ

Ganhou dois convites (1 adulto e 1 infantil) para assistir o musical ” A Princesa e o Sapo” !

Parabéns Fernanda!

Veja a primeira página do sorteio feito no site Random.org :

***Post patrocinado: Recebemos convites assistir a peça e para sorteio e tivemos, como sempre fazemos questão, toda a liberdade para escrever nossa real impressão e opiniões.

Levando os pais ao cinema

Sessão dupla com filme para criança numa sala e para adulto na outra. Vai perder?

E com preço legal!

banner_infantil_grande

Museu Histórico Nacional

Ano passado fomos ao Museu Histórico Nacional para ver a exposição “O Corpo Humano” mas eu errei a data e acabamos indo na semana anterior ao início da exposição (só eu mesmo…rs). Já que estávamos lá e as crianças na maior expectativa de ir ao museu, aproveitamos para ver o acervo.

A entrada já torna o passeio interessante: R$ 6,00/pessoa e menores de 6 anos não pagam. Impossível um incentivo melhor para levar as pessoas ao Museu, até para quem não tem o hábito.

O prédio em si já é  lindo e era um antigo forte.

Muitas esculturas, inclusive uma monumental feita de gesso de  D. Pedro II em homenagem à Guerra do Paraguai.

No itinerário do museu, somos levados a uma sala de exibição onde um pequeno filme mostra a trajetória do museu e seu acervo. Dalí somos levados às várias alas com reproduções, ambientações com mobília original que data da época do reinado. Vemos, por exemplo, a reprodução de uma farmácia e ficamos sabendo que a monarquia se tratava com homeopatia!

Em outra parte podemos ver artefatos e ambientações da época da colonização, com várias maquetes que as crianças adoraram.

Muitas telas com imagens da Familia Imperial, de D. João VI e também de vários momentos da história como o juramento da Princesa Isabel, Chegada da fragata ao Rio de Janeiro e a sessão que definiu a independência do Brasil.

Artigos autênticos como o leme de uma fragata e a caneta usada pela Princesa Isabel para assinar a abolição da escravatura.

É sem dúvida um bom passeio para as crianças e prestigiar esses espaços é fundamental para que eles sejam mantidos.

E é melhor que passear no shopping!

Endereço: Praça Marechal Âncora, s/n

 

Passeios diversos e afins…

Hoje eu quero falar um pouco de diversão, conhecimento, sustentabilidade, consumo consciente e reciclagem. Essas coisas que tem tudo a ver uma com a outra…
;0)

Neste final de semana, tentarei ir com as crianças ao Museu Histórico Nacional no Rio para ver a exposição sobre o corpo humano. Essa exposição já passou por 33 cidades no mundo. Parece sensacional para todas as idades. O preço é que é meio salgado R$40,00. Mas eu imagino que deva valer cada centavo.

Caso, não seja de seu interesse, ou o preço não seja convidativo, vá conhecer o Museu, lá tem carruagens lindas e muito da história do nosso país, num acervo de peças (olha aí embaixo a caneta que foi usada para assinar a Lei Áurea), mobiliários, documentos e tudo o mais que você possa imaginar. A entrada é 6 reais, se não me engano e crianças pequenas, estudantes e idosos pagam meia. Crianças muito pequenas como as minhas nem pagam. Vale o passeio, melhor do que ir ao shopping!

Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro Rio de Janeiro
Dias e Horários: Ter. à Dom: 09:00h – 18:00h Entrada até 17h15

De 10 a 19 de outubro – das 10 às 17h – acontecerá a segunda edição do “Planeta no Parque”. O primeiro encontro, realizado em outubro do ano passado no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, foi um sucesso. Convidados especiais e mais de 900 mil pessoas participaram de uma semana repleta de atividades em prol da sustentabilidade.A segunda edição, que também acontecerá na Semana da Criança, ganhará mais três dias de atividades, brincadeiras, oficinas e dicas práticas. A temática deste encontro é a sustentabilidade voltada para o cotidiano das grandes metrópoles.Confiram mais detalhes do evento, da programação e dos trajetos dos percursos neste link: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/eventos/conteudo_299407.shtml

Ah…se eu estivesse em Sampa….

E quero aproveitar para contar que nossas Sacolas Reutilizáveis ficaram prontas!!! Ufa!Téquinfin!

Estão lindas! Em quatro cores: Cru, Laranja, Verde (a foto parece cinza mas é verde musgo desbotado, linda) e Vermelha (em tom melancia). E elas ainda podem ser dobradas e facilmente carregadas em nossa bolsa de passeio, porta-luvas do carro e etc, estando sempre por perto quando precisamos, ajudando a reduzir nosso consumo de sacolas plásticas.

E as nossas camisetas estão com desconto especial na semana da Criança! Vale aproveitar!

http://www.futurodopresente.com.br/

Um grande beijo e bom final de semana prá nóis tudim!

________________________________________________________________________________ Ana Cláudia Bessa

Conhecer para respeitar !

Criança muda a vida da gente e isso eu sempre falo por aqui: mudou a minha.

Criança dá trabalho, muito trabalho mas devolve pra vida da gente o encanto, a alegria inocente, e até a infãncia porque se não fosse as crianças, não vejo motivo para eu andar de joelhos no chão imitando um cavalo, ou brincando de carrinho, dançando e cantando no meio da sala, brincando de pique-”econde” ou assistindo pela milionásima vez o mesmo filme. Só criança traz isso prá vida da gente !

E desde que eles foram crescendo e compreendendo melhor as coisas a gente procura levá-los para passear pelo Rio e conhecer as coisas vivenciando, na medida do possível, e dia 19 de Abril foi o Dia do Índio, onde fomos?
No Museu do Índio em Botafogo.

 

 

.
 

O Museu é lindo, numa casa datada de 1880 que já é linda por sí só, abriga um acervo enorme de objetos, ambientações indígenas autênticas, fotografias, imagens e … índios de verdade que estavam lá sendo pintados e pitando os visitantes com desenhos típicos à base de urucum(fomos pintados pela índia Potira que veio do maranhão e faz parte da tribo Kraikiti – acho que é isso…).

 

 

Mesmo pequenininho, meu filhote curtiu (Mamãe, o índio tá conversando comigo!, dizia ele ouvindo o vídeo na foto ao lado) e aprendeu um pouco mais sobre a cultura deste povo que é a nossa origem. Para a escola, a gente mandou as fotos impressas em papel comum para serem colcadas no mural e ainda recebemos a dica na agenda para visitar uma autêntica comunidade indígena em Niterói. Imaginem ! UMA AUTÊNTICA COMUNIDADE INDÍGENA VIVENDO NO MEIO DA CIDADE! Tá bom…não é no meio, no meio…mas é mais perto que o Xingu…hehehe

 


Nós fomos , claaaaaaaro e foi sensacional ! E adivinha que a gente encontrou por lá? A índia Potira e seu marido Guajajara! Ela tem um casal de filhos, mora numa outra comunidade indígena que fica em Tomás Coelho (gente, estou impressionada com as comunidades indígenas dentro da cidade!), estuda enfermagem através de uma bolsa no colégio Santo Inácio, considerado um dos mehores colégios do Rio. Incrível, não?
Mas isso é papo prá outro dia porque é muita foto prá mostrar!!!!
O Museu do Índio fica na rua das Palmeiras, 55 – Botafogo – Rio de Janeiro, RJ – R$3,00/pessoa
Tels.: 2286-8899 / 2286-2097
Para mais informações a mapa, visite o site: http://www.museudoindio.org.br/

 

 

E olha a vista que a gente ainda recebe de brinde no final! O Cristo Redentor de frente prá nós.
Só em Botafogo isso é possível!
Aliás, ainda estamos na semana do ìndio, vai lá visitar!
_____________________________________________________________________________
Ana Cláudia Bessa