Funchicórea não é mágica | Ana Cláudia Bessa

Funchicórea não é mágica

Posted on 06 abril 2010

Recebi o e-mail abaixo falando da Funchicórea e acho importante refletirmos.

“Funchicórea: O pózinho parece ser tão mágico, mas olha só: o açúcar exacerbado de sua fórmula ‘queima’ as papilas gustativas sensíveis dos bebês e pode prejudicar a amamentação, pois o leite materno não é tão doce assim. A funchicórea contém a sacarina (ainda mais deletéria do que a sacarose, visto que é um produto 100% ARTIFICIAL, sintético) extraído do petróleo e que deixa resíduo amargo ao paladar, chega a ser 550 vezes mais doce que o açúcar! Imagine isso na boca do bebê e depois como ele pode estranhar ao mamar porque o leite materno não é tão doce assim. Além disso, é oferecido na chupeta. Isso pode prejudicar o sucesso da amamentação se for oferecido muito no início (sim, existem controvérsias e muitas de vocês vão até discordar). Outro fator angustiante é que ele NÃO É eliminado do organismo em associação ao ciclamato e existem evidências científicas de serem cancerígenos em ratos. A sacarina está proibida em mais de 70 países, inclusive os EUA. Por quê será? Até as empresas de refrigerantes estão trocando a sacarina pela sucralose, mesmo sendo mais cara.”

Esse produto é muito usado e recomendado por alguns médicos para acalmar crianças. Um pó doce que colocado na chupeta e levado à boca, é indicado contra cólicas e prisão de ventre.

Meus filhos não usaram chupeta e talvez por isso, eu nem tenha chegado perto da Funchicórea. Nunca vi a embalagem, nunca li a bula, nunca provei, aprovei ou desaprovei. Imagino que devam existir muitos fabricantes e muitas formulações similares entre si.

Mas esse e-mail me chamou atenção porque contém informações que nunca imaginei, pois sempre pensei que o produto fosse 100% fitoterápico [Fitoterápicos são medicamentos obtidos a partir de plantas medicinais. Eles são obtidos empregando-se exclusivamente derivados de droga vegetal (extrato, tintura, óleo, cera, exsudato, suco, e outros). Leia mais no site da Anvisa].

Fui pesquisar no bulário e encontrei a informação de que contém sacarina pura na formulação.

Sacarina é um adoçante 100% sintético, realmente várias vezes mais doce que o açúcar e não recomendado para consumo por crianças(exceto as diabéticas), muito menos, bebês.

Fora isso, é importante frisar que se é doce por causa da sacarina ou de qualquer outro produto, não faz bem à saúde do bebê. Não é natural nos alimentarmos de açúcar (ainda mais MUITO açúcar) com tão pouca idade.

Se é mais doce que o leite materno, deve sim, correr risco de afetar amamentação.

Mas independente das verdades ou não do texto, ficam lições importantes:

-não existe milagre, tudo tem o motivo (acalma a criança, como?)

-ler a bula de qualquer medicamento é sempre fundamental, mesmo do mais “inocente” dos produtos (o que tem aqui?);

-o pediatra pode até dizer que não tem problema mas:

a) sabendo a informação, a gente pode questionar mais e saber como ele se sai diante de questões técnicas importantes (o que ele dirá sobre a presença da sacarina pura no produto?);

b)diante do aval do médico (“a sacarina é pouquinha, não se preocupe…”) e do nosso entendimento, vale ver o que nos faz mais sentido (darei sacarina para meu bebê mesmo que o médico diga que pode?);

c)o médico pode estar errado (existem bons e maus médicos, competentes e incompetentes, responsáveis e irresponsáveis, preocupados e indiferentes, sérios e inconsequentes).

Ser mãe e pai, é um aprendizado constante.

Eu sempre ouvi falar tanto de funchicórea…estou boba com tudo isso.

Fico feliz de não ter dado aos meus meninos. Mas se eu estivesse dando, pararia hoje.

Bookmark and Share

17 responses to Funchicórea não é mágica

  • Juliana disse:

    Só um comentário: MILAGRE EM PÓ não existe, ou a Universal estaria vendendo.
    Funchicorea é sedativo, como um chá concentradão num corpinho de 5 kg.
    A maioria dos pais usa de forma excessiva e SEQUER SEGUE A RECOMENDAÇÃO DO FABRICANTE, o que é um perigo… Segue a vó, a vizinha, mas não segue o pediatra ou o fabricante do “milagre”. Isso, lamento, não é agir com responsabilidade.
    As cólicas são sinais FISIOLÓGICOS de que o intestino do bebê está mudando e de preparando para a futura alimentação.
    Esse remédio é um “CALA A BOCA NENÊ” disfarçado de fitoterapia.
    “Ah, se não fosse bom o governo proibia” – típico pensamento do brasileiro. Estão aí a venda cigarros, bebidas, adoçantes já proibidos em outros países, religiões duvidosas… A pessoa dá remédio milagroso e depois não deixa o filho fumar? Os dois são permitidos, certo?!

    Ops… A funchicórea a ANVISA acabou de proibir. Deve voltar reformulada. O cigarro continua permitido. E agora???

    • Juliana disse:

      Desculpem, não me identifiquei.
      Meu nome é Juliana, sou médica, pediatra e mãe de um bebê de 52 dias em aleitamento exclusivo que tem cólicas e nunca experimentará isso. Cuido da minha alimentação, evitando os alimentos que pioram as dores (por enquanto feijão, repolho, amendoim, leite e derivados), uso massagens, simeticona, calor local e muita calma e paciência.
      “Deixar o filho sentir dor” não faz de ninguém uma mãe pior. Assim como usar funchicórea não faz de ninguem uma mãe melhor. Esses julgamentos são ridículos. Cólicas são um processo natural do crescimento e essa informação está disponível nos livros de pediatria.

      Funchicórea – recolhida e proibida pela ANVISA na formulação tradicional.

  • Marcus Ernani disse:

    Pena de muitos pais de primeira viagem se deixem sugestionar por opinioes alheias. deixem a FUNCHICOREA EM PAZ, compra e usa quem quer. sal iodado, fluor e açucar fazem tanto mal quanto a sacarina e mesmo assim, continua sendo usada…

  • É incrível! Os médicos, cientistas e pesquisadores, estudam a vida toda para dar um diagnóstico a respeito de doenças, remédios e etc. Aí, vem um vizinho sem um mínimo de instrução e recomenda um remédio que foi proibido em mais de 70 países. Não sei quem é pior; o vizinho que indica ou o pai que acredita. Fala sério! Vamos parar de ser “cabeçudos”! É a vida da criança que está em risco. E tem outra, os sintomas do câncer só aparecem depois de muitos anos, até 20, 30 e por aí vai. Então pare de indicar coisas das quais você não conhece a exência; e vocês pais, parem de dar ouvidos a qualquer um que chega falando qualquer coisa sem ter o mínimo de certeza, ame mais seus filhos e reflita antes de colocar qualquer besteira por suas guelas abaixo. Medicína popular? Às vezes funciona outras não. Então na dúvida, o melhor é ouvir as intruções de quem realmente sebe o que está falando.

  • Fernanda Burti disse:

    O meu filho só aprendeu a pegar peito chupando chupeta e chuquinha…Não é bom pra bebês…é ótimo!!!Gente, tem que parar pra analisar uma coisa: Os mais antigos métodos foram usados e não fez mal a nenhum bebê, no entanto estão aí saudáveis e crescidos…eu usei funchicorea e sou a favor…não vou ficar vendo meu filho morrer de dor sendo que eu sei o que eu posso utilizar, poxa…sacarina é em pouca quantidade…não vi ninguém até hoje que teve complicações quanto a esse pozinho…
    Engraçado se antigamente muita coisa era utilizada e ninguém morreu por isso, liberaram isso no mercado por décadas é porque não tiveram problemas…eu vejo muita criança usando isso e não deixando de pegar peito…então seria a solução pras mãe que precisam que os filhos larguem o peito quando precisarem?Meu Deus…ACORDEM PRA VIDA…

  • Mônica Letícia disse:

    Meu filho tem um 1 ano e 8 meses e nunca usou. Na verdade, nunca tinha sequer ouvido falar até um dia desses. Usava uma almofadinha amornada na barriguinha dele. Perguntei para o pediatra que cuidava dele no Brasil e ele disse ser contra, por isso me ensinou de outra maneira a resolver as cólicas. Aqui onde moro (Holanda) não se usa também. Na verdade, aqui, isso nem existe, como constatei rapidamente visitando a farmácia mais próxima. A quantidade é mínima? Concordo. Mas simeticona e almofadfinha morna também resolvem e com risco zero. É apenas uma opinião…

  • Alice disse:

    Olha gente, duvido q algum pai ou mãe, avó ou avô, tio ou tia, q veja seu pequeno e inocente bebê se contorcendo de dor e chorando por horas mesmo sendo amamentado somente, não corra para a farmácia mais próxima para comprar o único milagre em pó capaz de devolver o conforto e o bem estar do amadinho.
    Falo por experiência pròpria, funchicorea funciona mesmo, e só ela tá. Os outros de laboratórios famosos só fazem encher seu armário de medicações inúteis.
    Meus filhos usaram e nunca tiveram qualquer problema.
    Me considero uma ótima mãe, pois nunca permiti aos meus filhos sofrimentos inúteis.

  • Ricardo disse:

    Caros amigos – está faltando Funchicorea no mercado farmacêutico. A atividade principal do composto é anetésico – e de forma natural – experimente um chá feito com 4 saquinhos de erva doce ( funcho ) e bata no liquidificador – vai anestesiar a sua boca!!! Tira até a dor, ardência do estômago ( indicado forte assim só para os adultos ); Outro ponto forte desta formula é o extrato de chicorea – rico em frutooligosacarideos – são alimentos das bacterias naturais do intestino – os lactobacillus eliminam outras bacterias que produzem fermentações que originam os gazes e outras que possam nos fazer mal á saúde. O uso de sacarina em baixas dosagens não faz mal á saude – apesar de que a sucralose é totalmente seguro. Abraço á todos.

  • victor disse:

    Bom dia,
    Eu sou pai de um menino de 50 dias, e acho o seguinte, se a fabrica colocasse a funchicórea a 50 reais, eu ainda sim compraria, EU RECOMENDO, e acho que é logico que a gente tem que ter todos os cuidados necessários, mas a gente não pode ir na onda de tudo que dizem, se realmente fizesse mal, não seria nem vendido… É MILAGROSO, eu uso direto no bico e não diluído em água como manda a bula, a quantidade que eu uso é muito menor que a recomendada para diluir…

  • marcela disse:

    Minha Gente depois de =- 20 anos dizem que não é bom pois meu filho já está com 19 anos e usou muito funchicorea e não teve efeito colateral algum…. isso chama politica, pois não tem concorrencia e medicos não acredita em fitoterapicos>>>>>>>>>>>>>> me poupe!!!!!!! é natural e muito bommmm melhor que luftalllll

  • Daniela disse:

    Olá!
    Sou mãe de um bebê lindo de 6 meses e uso funchicorea algumas vezes… Meu sogro pediu pra eu ler a composição e vi lá que tinha a tal da sacarina e ele comentou que era cancerigena… Fiquei me sentindo peeessima, afinal ninguem quer prejudicar o proprio filho… entao após uma pesquisa simples descobri em varios sites essa informação:

    http://www.diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=5692

    Pronto… uso com cautela mas sem nóia! =)

  • Ana Carvalho disse:

    Tenho usado Funchicorea na minha bebê de 2 meses, realmente o efeito é imediato. Procuro utilizar apenas quando a cólica parece estar muito forte e depois de ter temtado outros métodos. Fiquei preocupada quando utilizei pela primeira vez pois tive a impressão de que a bebê ficava levemente sedada. Pesquisei muito e existem vários relatos prós e contras o uso deste medicamento o que nos deixa muito confusas principalmente quando mães de primeira viagem como é meu caso.
    Abraços

  • Marcos disse:

    Esses produtos contém 0,003g de sacarina. Quantidade ínfima. Você usa 300x mais sacarina quando adoça 1 xícara de café.

    Entre a opinião de um e-mail anônimo e de um pediatra conhecido e experiente, fico com a segunda opção.

    • Ana Cláudia disse:

      Marcos, é como eu falei:
      -eu recebi o e-mail e fiz algumas pesquisas. Não acreditei, simplesmente.
      -sacarina e açúcar não fazem parte da dieta natural de um bebê, portanto, eu, com minhas convicções, decido por não usar. Apesar de que não usei mesmo quando pensava que era fitoterápico.
      -e por fim, também coloquei no post: eu não sou médica mas tenho minhas opiniões e informações para decidir, a despeito de orientação técnica o que é melhor para os meus filhos. Existem bons e maus médicos, bons e maus pais…

      Tudo na vida é escolha. Tanto as minhas como as suas podem ser erradas, assim como as dos médicos. Médicos bons e experientes recomendavam raio x na gravidez na época que estávamos nas barrigas de nossas mães. Hoje isso é inadimissível. Pode ser que a funchicórea seja proibida em alguns anos. Ou não. Sigo apoiada na convicção da importância das escolhas que fazemos.

      O importante é ler o que nos chega, refletir, pesquisar e decidir.

      • Diego disse:

        Meus amigos, só um comentário simples: Se fosse assim teríamos 50% da população com cancer, seja ela através da Funchicórea ou do Refrigerante… me poupem!!! S fosse tão prejudicial a saúde o governo não iria deixar vender este tipo de medicamento em farmacias e etc…

        • Paula disse:

          Me desculpe Diego, mais eu concordo plenamente com a Ana,
          também não sou médica, mais se o governo se importasse tanto assim, no minimo proibiria venda dos cigarros , por exemplo.Sei que isso é outra questão, mais é só um exemplo.
          Vale a pena refletir um pouco mais e fazer muitas pesquisas, quando se trata de cuidar da vida de um bebê indefeso.

  • Leave a Response

    Recent Posts

    Tag Cloud

    Amamentação Ato Sustentável Blogosfera Brasil Campanhas cesárea Consumidor Consumo Consciente Contra a Impunidade Criança fala cada coisa crianças Datas Comemorativas Direito da Criança Ecologia Educação Escolar Educação Familiar Educação infantil Empresas Ensina e Educa Eu Eventos Faça a sua parte Gravidez infância maternidade micropost Mulher Nossos Deveres Nossos Direitos Notícias Nós na Blogosfera Outros Blogs Pais e Filhos parto parto humanizado Parto Natural Parto no brasil políticos Reciclagem Relacionamentos Saúde sustentabilidade Tenha Atitude Vídeos Ética

    Meta

    Ana Cláudia Bessa is proudly powered by WordPress and the SubtleFlux theme.

    Copyright © Ana Cláudia Bessa